sexta-feira, 30 de agosto de 2013


          Todo deserto tem um começo e um fim.






Ninguém escapa do deserto. Algum dia, por algum tempo e de alguma forma, todos nós passamos por ele. Por isso, precisamos entender que o deserto não é necessariamente lugar de ruína, fracasso e derrota, mas de aprendizado com Deus. Deus permite alguns desertos em nossas vidas para nos ensinar e forjar no nosso caráter. A verdade é, que tem coisas que se não aprendermos no tempo do deserto, em nenhum outro lugar nós aprenderemos. Deserto é o lugar da dependência integral de Deus. É lugar da provisão diária de Deus. Quanto mais dependemos de Deus, mais confiamos nEle.

Em relação ao nosso caráter e temperamento, o deserto é a sala de aula e o laboratório de testes de Deus. As experiências no deserto são, ao mesmo tempo, fogo refinador e lixa politriz. É exatamente no tempo do deserto que muitos são tratados no caráter e lixados ou lapidados nos seus temperamentos. Moisés e Josué também experimentaram essa transformação.

As marcas do deserto são de fato os sinais de uma vida que peregrinou sobre a confiança de Deus. O deserto machuca mas enrijece. Queima a pele, mas tempera o caráter. No deserto não há supermercados, nem despensas, mas há a dispensação da graça de Deus suprindo as necessidades de cada dia.

Sempre que Deus pretender usar alguém, Ele o conduz ao deserto para exercitá-lo nos limites da dependência. Diante dos percalços da vida… Deus nos promete superação! Ele não deixará que NADA, atrapalhe a nossa trajetória! Nada e ninguém podem nos impedir de alcançarmos aquilo que é, por direito, nosso! Ainda que o inferno se levante, ainda que pareça difícil, ainda que tudo diga que você não vai conseguir, Deus, diz: Ninguém vai poder parar VOCÊ!!!

Fonte : http://aprendemoscompartilhandoexp.blogspot.com.br

3 comentários:

  1. Desertos são lugares de aprendizagem, e de fortalecimento !
    Deus nos abençoe !

    ResponderExcluir
  2. Até o Senhor Jesus teve que passar pelo deserto, quanto mais nós para sermos aprovados por Deus!
    Na Fé!

    ResponderExcluir